Servidores cobram salários atrasados e realizam manifestação em frente a Prefeitura de Ibicuitinga

Uma nova manifestação está programada para a próxima sexta-feira (18).

Dezena de funcionários da Secretaria de Educação do município de Ibicuitinga realizaram uma manifestação nesta última terça-feira (15) em frente ao Centro Administrativo, eles cobram o pagamento de salários atrasados referente ao mês de dezembro de 2016, débito que teria sido deixado pelo ex-prefeito municipal.

De acordo com os servidores, o prefeito Franzé Carneiro teria realizado um acordo com os funcionários e o Ministério Público no qual teria se comprometido a realizar o pagamento no mês de julho, o que não ocorreu. Eles estão programando uma nova manifestação para a próxima sexta-feira (18).

O site Monólitos Post que abordou o assunto entrou em contato com a Assessoria de Comunicação da Prefeitura de Ibicuitinga que afirmou que os funcionários não foram impedidos de adentrar ao Centro Administrativo, apenas foi pedido que uma comissão de cinco ou seis pessoas fosse formada para ser recebidos pelo Chefe de Gabinete e Tesoureiro do município, proposta que não teria sido aceita pelo Sindsep.

Em relação ao débito com os servidores a assessoria confirmou a informação e afirmou que uma negociação já foi feita com os funcionários, porém ainda não teria sido cumprido devido a uma dedução na verba do Fundeb em julho de quase R$ 270.000,00 (duzentos e setenta mil reais) que teria inviabilizado o pagamento dos salários atrasados.


A presidente do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais, Neiva Esteves afirma que os funcionários foram impedidos de adentrar ao Centro Administrativo: “A gestão não deixa os servidores entrarem na Prefeitura, quando o que estes querem é apenas uma resposta do Prefeito para os problemas. A ordem é deixar entrar de cinco em cinco, como se a Prefeitura fosse uma espécie de museu, onde precisa de uma visita assistida.”

O Sindicato do Servidores Públicos Municipais mostra que o tratamento é diferenciado em cada município, é importante lembrar que Neiva Esteves não mostra o mesmo interesse e a mesma determinação em lutar quando as manifestações acontecem em Quixadá, vale lembrar que no dia 12 de julho durante uma manifestação dos aprovados no concurso público em Quixadá, foram recebidos pela gestão quixadaense com “porta na cara” e a presidente do sindicato por lá nem sequer apareceu. (Com informações do site MonólitosPost)

COMPARTILHE ESSA NOTÍCIA COM AMIGOS

Publicidade
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. USE COM RESPONSABILIDADE.