Milhaenses são beneficiados com ciclovia na CE-371

Ciclovia tem extensão de 1700 metros, segundo funcionários da obra.

Tendência mundial e amplamente difundida nos países europeus, as ciclovias começam a ganhar cada vez mais espaço no Brasil. No Interior do Ceará, a realidade é a mesma. A mudança de vida e a busca por práticas mais saudáveis impulsionaram a necessidade de criação de espaços exclusivos para os ciclistas.

A reformulação da CE-371 entre os municípios de Milhã e Deputado Irapuan Pinheiro no Ceará além de beneficiar os motoristas com uma pista mais larga e completamente novinha o projeto contempla os munícipes de Milhã com uma ciclovia com extensão de 1700 metros, uma das primeiras da região.

Apesar deste equipamento, muitas regiões cearenses ainda carecem de um espaço que disponha de segurança ao praticante. Na região do Sertão Central, onde as bicicletas têm voltado a circular com maior frequência, o desafio é encontrar espaços para a sua prática, segundo a autônoma, Cíntia Silva, moradora da cidade de Milhã: "É importante para a segurança do ciclista a implantação das ciclovias em nossa cidade. O fato de não existir nega o direito de escolha de quem opta pela bicicleta com meio de transporte e de lazer, colocando sempre o ciclista na defensiva nesse trânsito onde só se respeita o maior, ou seja, o carro", diz ela.


Diante dessa dificuldade, ela relata que os ciclistas, tanto os esportivos quanto os de lazer, estão se arriscando nas rodovias. Em Milhã eles ocupam os acostamentos da BR-226 e da CE-371, onde até então não havia ciclofaixas. "Eles acabam pedalando em locais não apropriados e tendo que enfrentar o perigo do trânsito pesado nas rodovias. Isso é um constante transtorno", lamenta.

Vale lembrar aos motoristas que o respeito a faixa marcada da ciclovia deve ser constante, haja vista que o espaço é reservado unicamente aos ciclistas e pessoas a pé as quais praticam caminhadas. 

COMPARTILHE ESSA NOTÍCIA COM AMIGOS

Publicidade
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. USE COM RESPONSABILIDADE.