Mulher introduz enguia de 30cm na genitália e vai parar no hospital

Após rumores relatando que Kiki havia morrido, a jovem postou uma foto dela viva.

Segundo informações de imprensas chinesas, a mulher introduziu uma enguia em sua genitália e tudo foi transmitido online em redes sociais chinesas. A jovem teve que ir às presas para o hospital para a 

Entenda o caso como tudo aconteceu

Uma mulher, identificada como Kiki, de 22 anos, está dividindo opiniões nas redes sociais chinesas pelo fato de usar um peixe para satisfazer seu desejo sexual. Em um vídeo divulgado nas redes sociais, aparece a jovem completamente nua em cima de uma cama e uma enguia de aproximadamente 30 centímetros. No vídeo, é possível ver com clareza que a enguia está viva e se mexendo.

Em determinado momento, a jovem pega o peixe e coloca um preservativo masculino, em seguida, a mulher começa a introduzir o peixe na genitália em frente a uma câmera. Em determinado momento do vídeo, algo não saiu como a jovem planejou e a enguia fica presa dentro de seu corpo. 


Nas imagens, é possível que a mulher ainda tenta tirar o peixe, mas sem sucesso. Logo o vídeo se tornou viral na internet, alguns internautas relataram que a jovem tinha morrido no hospital. Imagens divulgadas em vários sites chineses aparecem a jovem em uma sala de cirurgia onde os médicos retiram o peixe de dentro do corpo da mulher. Após rumores relatando que Kiki havia morrido, a jovem postou uma foto dela viva. Na foto é possível ver uma cicatriz onde os médicos cortaram para a remoção do peixe. 

Após o incidente, a polícia local começou uma investigação contra a plataforma de transmissão ilegal conhecida como Tiger. De acordo com os relatórios da investigação, Tiger tinha mais de um milhão de assinantes e em apenas dois meses ganhou mais de 3 milhões de reais. A polícia ainda procura por suspeitos relacionados à operação do Tiger. Desde janeiro, a autoridade anti-pornografia da China relatou que já fechou 73 plataformas ilegais de transmissão ao vivo. Kiki é um das milhares de vloggers na China que ganham a vida ao transmitir suas atividades diárias na web.

COMPARTILHE ESSA NOTÍCIA COM AMIGOS

Publicidade
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. USE COM RESPONSABILIDADE.