Febre chikungunya mata mais três pessoas no Ceará

Houve aumento também no número de casos de dengue no Ceará.  

O Ceará registrou mais três óbitos em consequência da febre chikungunya, totalizando oito mortes pela doença neste ano, segundo boletim divulgado nesta sexta-feira (19) pela Secretaria da Saúde do Ceará. O estado registra também 16.185 casos confirmados da doença, três mil a mais que na semana passada. 

Houve aumento também no número de casos de dengue no Ceará. Em 2017, foram notificados 35.647 casos da doença, correspondendo a uma taxa de incidência no estado de 397,7 casos por 100 mil habitantes. Conforme a Organização Mundial da Saúde, esse dado classifica o Ceará como região que enfrenta nível epidêmico da dengue. 

A dengue resultou na morte de três pessoas no Ceará neste ano, conforme a Secretaria da Saúde. 


Em relação ao vírus da zika, em 2017, foram notificados 1.330 casos suspeitos de zika no Ceará, destes 9,9% (132) foram confirmados. As três doenças, zika, chikungunya e dengue, são causadas pelo mosquito, o Aedes aegypti.

☇COMPARTILHE ESSA NOTÍCIA COM AMIGOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. USE COM RESPONSABILIDADE.