Dez "sem-terra" armados são mortos durante troca de tiros com policiais em fazenda

Os corpos dos indivíduos foram encaminhados ao necrotério de Redenção – PA.

Na última quarta-feira (24) dez indivíduos foram mortos durante uma ação conjunta das polícias Civil e Militar contra o grupo armado que estava na fazenda Santa Lúcia, no município de Pau D’Arco (869 km de Belém). 

De acordo com a Secretaria Estadual de Segurança Pública do Pará, os policiais estavam cumprindo 16 mandados de prisão e busca e apreensão de suspeitos de terem matado um segurança na fazenda Santa Lúcia, alvo de disputa agrária no início do mês. Segundo os policiais, um funcionário da fazenda e familiares do proprietário apresentaram denúncias no mês passado de que foram vítimas de tentativa de homicídio atribuída ao grupo armado que estavam disputando terras na região. 

Segundo informações, ao chegar no local os agentes foram recebidos a tiros e reagiram aos disparos atingindo nove homens e uma mulher no confronto. Os corpos dos indivíduos foram encaminhados ao necrotério de Redenção – PA. Nos acampamentos montados por eles os policiais encontraram 11 armas de fogo além de munição e coletes à prova de balas. Já a Comissão Pastora da Terra (CPT) afirma que se tratou de uma ação de despejo que desrespeitou um acordo que havia desde Eldorado do Carajás. 


Ainda segundo a CPT, as mortes ocorreram devido à violência ligada a disputas agrárias no Pará, onde pelo menos 17 pessoas já morreram nas últimas semanas no Estado por esse motivo. O caso segue em investigação para apurar o confronto. *Com informações do site - Plantão Policial

COMPARTILHE ESSA NOTÍCIA COM AMIGOS

Publicidade
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. USE COM RESPONSABILIDADE.