Herdeiro da Samsung é preso em investigação sobre corrupção

Vice-presidente da Samsung Electronics e filho do presidente do grupo, Lee Jae-Yong.

O herdeiro do grupo empresarial Samsung, Lee Jae-Yong, foi detido nesta sexta-feira no âmbito da investigação por corrupção e tráfico de influência que provocou o impeachment da presidente sul-coreana Park Geun-Hye.

Vice-presidente da Samsung Electronics e filho do presidente do grupo, Lee Jae-Yong é acusado pelo pagamento de quase 40 milhões de dólares em subornos à melhor amiga de Park para obter favores políticos.

"Está demonstrado que é necessário prender [Lee Jae-Yong], à luz de uma nova acusação e de novas provas", indicou um porta-voz da Justiça em um comunicado. Lee já estava em um centro de detenção, depois de comparecer a um tribunal na quinta-feira, à espera da decisão judicial sobre se seria necessário emitir uma ordem de prisão contra ele.


Após a detenção, a Samsung emitiu um comunicado cauteloso no qual afirma que a empresa fará "todo o possível para assegurar que a verdade seja revelada nos futuros processos judiciais". O herdeiro do maior grupo empresarial sul-coreano, de 48 anos, já havia sido interrogado várias vezes por seu suposto papel no escândalo. No mês passado, escapou de ser detido depois que um tribunal determinou não haver provas contra ele.

COMPARTILHE ESSA NOTÍCIA COM AMIGOS

Publicidade
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. USE COM RESPONSABILIDADE.